Vágner Love começa a trabalhar

Atacante vai ser apresentado hoje e deve estrear sábado, contra Barueri

Daniel Akstein Batista e Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

31 de agosto de 2009 | 00h00

Vágner Love será apresentado apenas hoje, mas já entrou no ritmo do Palmeiras. Ontem, o atacante chegou ao Morumbi no momento em que o árbitro apitava o início da partida. Cercado de seguranças e com pressa, afirmou estar ansioso para estrear. "Por mim eu já jogava hoje (ontem)", disse rapidamente. "Estou feliz (por voltar ao clube)." O atleta preferiu não arriscar um palpite no placar. "O Palmeiras ganha", preferiu dizer.As trancinhas verdes no cabelo já entregam que Love está no ritmo palmeirense. Ele chegou na manhã de ontem ao Brasil, no Rio, e depois pegou um voo até São Paulo. Hoje, a tão aguardada apresentação, na Academia, e já os primeiros trabalhos no novo clube.A expectativa é que o ex-jogador do time russo CSKA faça sua estreia no sábado, contra o Barueri, em casa. A diretoria de marketing do clube planeja realizar algumas ações que envolvam torcedores e atleta já na próxima partida. Certo é que o clube vai explorar a imagem de Love, com a venda de bonecos e camisas.BRIGASOs mais de 500 policiais que foram destacados para trabalhar no clássico não tiveram muito trabalho na tarde de ontem, mas torcedores são-paulinos e palmeirenses fizeram feio longe do estádio tricolor.Em bairros como Jaçanã e Tucuruvi ocorreram brigas e mais de 40 palmeirense foram levados à delegacia. Dois são-paulinos ficaram feridos e a polícia apreendeu objetos que foram usados como armas, como rojões, pedaços de pau e ferro. "O que ocorreu tem de ser tratado como crime comum", disse o promotor Paulo Castilho à Rádio Jovem Pan. "O jogo é um pretexto para eles brigarem."Alguns palmeirenses sem ingresso também causaram tumulto perto do estádio, enquanto o jogo rolava.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.