Vagner Love: 'Um dia volto para o Flamengo'

Autor de 100 gols pelo CSKA, atacante de 26 anos também sonha em atuar por uma grande equipe do continente

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2010 | 00h00

Vagner Love não está no lugar em que gostaria, mas não para de balançar as redes. Desde que foi obrigado a voltar ao CSKA, em julho, realizou oito partidas e marcou cinco gols, chegando à marca de 100 com a camisa do clube russo. Hoje, o atacante tenta seguir em alta, contra o Sparta Braga, pela Liga Europa.

Love queria ter ficado no Flamengo. Depois de ter fracasso no Palmeiras - saiu brigado com a torcida -, ele se encontrou no Rio. Os russos, no entanto, não deixaram ele prorrogar o contrato. "Eu queria ter seguido no Brasil, mas infelizmente não deu certo", disse ao Estado, por telefone. "Mas está tudo bem, graças a Deus, e estou muito feliz por ter atingido esta marca (dos 100 gols)."

A sua felicidade só não é maior quando ele vê a situação do ex-time. Coincidentemente, os gols na Gávea rarearam após Love ter saído. E o perigo do rebaixamento no Brasileiro já é uma realidade. "Tenho acompanhado o Flamengo e fico triste com o que está acontecendo."

Love está empolgado com sua fase e quer colocar seu nome no CSKA. O atacante Grigory Fedotov, que atuou no clube há 50 anos, ainda é o maior goleador do time, com 126 gols. "Espero conseguir ultrapassar a marca e entrar para a história do clube. E também ser o estrangeiro que mais fez gols na Rússia."

O CSKA estreou com vitória na Liga Europa, no dia 16 - Love fez dois gols nos 3 a 0 sobre o Lausanne. Hoje, ele espera por mais uma boa atuação. "Jogando em casa, espero fazer gol para ajudar o time", disse. "A competição é bem disputada. Temos de fazer uma boa primeira fase e ir com força total no mata-mata."

Seleção. Um dos motivos para o atacante ter voltado para o Brasil era a Copa do Mundo - ele acreditava que no País conseguiria chegar à seleção de Dunga. Com as atuais boas atuações, imagina que, agora, possa ser lembrado por Mano Menezes. "Quero continuar bem para brigar por um lugar. E espero que o Mano possa olhar um pouquinho para a Rússia", falou. "Eu me considero mais maduro. Se eu tiver uma oportunidade, vou agarrá-la."

Love tem mais 3 anos e meio de contrato com o CSKA, mas não sabe se vai cumpri-lo. "Tem de deixar as coisas acontecerem, é muito tempo. Ainda sonho em jogar num clube do centro europeu", contou o atacante, de 26 anos, que faz uma promessa aos flamenguistas. "Pelo o que passei lá, quero voltar um dia."

ARTILHEIRO

192

jogos já realizou Vagner Love com a camisa do CSKA, da Rússia. Nesse período o atacante brasileiro anotou 100 gols. Nesta temporada foram cinco em oito confrontos

29

partidas fez o atacante na sua passagem pelo Flamengo,balançando as redes 23 vezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.