Vágner Mancini tenta acertar o passo dentro e fora de campo

O técnico do Santos, Vágner Mancini, está incomodado com seu retrospecto de duas derrotas e um empate em jogos contra o arquirrival Corinthians. Para reverter essa situação, sua primeira providência foi reintegrar o zagueiro Fabiano Eller, que deve assinar contrato de um ano e meio, com corte de um terço no salário. E vai manter durante toda a semana a dúvida entre começar o jogo com Molina ou Neymar. Mancini acha que é possível vencer. "É só não fazer o que fizemos de errado nos três jogos anteriores", acrescentou o técnico, reconhecendo que se equivocou ao determinar um ritmo ofensivo forte ao time. Os jogadores retornaram aos treinos em clima de alegria, reflexo da vitória por goleada contra o Fluminense, contrastando com a crise na comissão técnica, culminando com a demissão, a pedido de Mancini, do supervisor Ocimar Bolicenho."Realmente houve algumas coisas entre mim e ele que o levaram a pedir demissão'', admitiu o técnico. No começo, Mancini tentou negar que exigiu a demissão do supervisor.

Sanches Filho, SANTOS, O Estadao de S.Paulo

27 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.