Vai dar Mundial

Hoje é o dia do sorteio das chaves do Mundial de Clubes. Tite não quer saber. Diz quase não assistir ao Chelsea jogar. "Por enquanto, deixo para os meninos", diz, referindo-se à sua equipe. Por ora, o objetivo do Corinthians é fazer 43 pontos: "Depois começamos a pensar no Mundial", diz o técnico. Se pensasse mais sobre o assunto, Tite estaria entre a ansiedade e a realidade. O Chelsea, possível rival da final do Mundial de Clubes, não está jogando bem. É líder do Campeonato Inglês, mas soma quatro jogos ruins seguidos. Derrota por 4 x 1 para o Atlético de Madrid, empates contra Queen's Park Rangers e Juventus de Turim, vitória por 1 x 0 sobre o Stoke City sábado. Jogando mal!

Paulo Vinícius Coelho, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2012 | 03h06

O técnico Roberto Di Matteo trocou a firmeza defensiva das finais da Liga dos Campeões (veja a ilustração 1) pela incerteza de três meias leves que criam e marcam pouco. Oscar joga bem, o espanhol Mata não e o belga Hazard começou muito bem, deu quatro passes para gol, mas caiu de produção. O problema é que o Corinthians também não convence, ainda. Oscila. É o Robin Hood do Brasileirão, rouba pontos dos grandes, devolve aos pequenos e empata contra os de aspiração média, como o Botafogo.

Além de se aproximar dos 43 pontos, Tite deseja outra coisa: encontrar seu centroavante. "O time foi desenhado para isso", afirma. Nesse aspecto, o empate de ontem, contra o Botafogo, foi positivo. O primeiro gol do peruano Guerreo pelo Corinthians dá confiança para que se firme como o dono da camisa 9. Aos poucos, ele se acostuma ao sistema tático que Tite pretende repetir no Mundial, em comparação com a Libertadores: marcação pressão, com início no centroavante. Ao mesmo tempo, o Chelsea lidera na Inglaterra, mas sem mostrar a mesma força da reta de chegada da Liga dos Campeões. A impressão é que vai dar jogo!

* OUÇA PAULO VINÍCIUS COELHO DIARIAMENTE NA RÁDIO ESTADÃO ESPN

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolMundial de Clubes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.