Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Valdivia corre e chuta, mas Felipão adia volta

Palmeiras encara o Americana neste sábado, às 19h30, pelo Campeonato Paulista

Paulo Galdieri, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2011 | 00h00

Os treinos no meio da semana criaram a expectativa. O chileno Valdivia correu, chutou, passou e não sentiu nada. Mas não é desta vez que ele volta ao time. Mais uma vez acometido pela cautela, Luiz Felipe Scolari resolveu deixar o meia de fora do jogo contra o Americana, no Pacaembu, neste sábado, às 19h30.

Para o treinador, o Palmeiras ainda pode esperar mais um pouco para ter seu camisa 10 em campo sem que ele corra o risco de voltar a sentir a contusão que o tirou de partidas decisivas no fim do ano passado.

E, se levado em conta como Felipão ainda encara esses primeiros meses de trabalho em 2011, faz todo o sentido que ele deixe um dos principais jogadores do elenco sob os últimos cuidados. Para o técnico, a temporada ainda não começou. "É quase que normal mudanças de um jogo para um outro. Estamos começando a segunda fase da pré-temporada, aproveitando para uma nova reciclagem em termos físicos. É normal que os jogadores venham sentindo", falou. "Estamos trabalhando com todos os integrantes da equipe para, quando tiver uma dificuldade, quem entrar esteja no ritmo."

Sobre Valdivia, Felipão afirmou que nem conta com ele, por enquanto. "Estou satisfeito com o grupo que tenho." E que para poder escalar o chileno ele ainda terá de passar por uma fase de aprimoramento técnico.

Fisicamente o Mago parece bem. Ontem, Valdivia correu em volta do gramado e realizou exercícios de tiros curtos, que forçam a musculatura da coxa. Aparentemente, o jogador não acusou dores. Saiu do treino sorridente, conversando com Lincoln, companheiro de recuperação.

Outro que está fora do jogo com o Americana é Marcos. O goleiro foi dispensado para resolver problemas particulares.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasfutebolValdiviaFelipão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.