Valdivia fica em dívida com a torcida

Valdivia sabe que 2011 é um ano para esquecer. Um dos jogadores com salário mais alto no Palmeiras - e que foi contratado a peso de ouro no ano passado - decepcionou na temporada e a terminou sendo expulso no clássico contra o Corinthians, há uma semana.

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h06

O meia não foi mal apenas em campo. Fora dele passou por momentos conturbados, arrumando confusões na concentração da seleção chilena e também sendo acusado de traição - fotos dele abraçado com outras mulheres foram divulgadas pela mídia.

Valdivia chegou a pedir desculpas publicamente. Chorou e prometeu nova atitude. Mas a torcida palmeirense só espera que ele tenha em campo um papel melhor do que o mostrado ultimamente.

Os números estão contra o chileno. Dos 95 jogos que o time fez na temporada, ele só atuou em 28. E marcou apenas quatro gols, dando outras quatro assistências.

Valdivia é também marcado por seu temperamento. Aliás, por seu gênio difícil. E cartões não faltaram ao jogador: foram sete amarelos e dois vermelhos.

"O ano foi ruim porque não conseguimos nada", declarou o meia. "Não conseguimos ganhar por erros nossos e perdemos muitos jogos por isso. Agora não adianta falar mais nada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.