Valdivia pede para que seu contrato com o Palmeiras seja rescindido

Valdivia pede para que seu contrato com o Palmeiras seja rescindido

Direção do Palmeiras diz que assunto será tratado pelos departamentos financeiro e jurídico

Paulo Galdieri, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2012 | 03h06

SÃO PAULO - A trajetória de Valdivia no Palmeiras caminha para o fim. Em reunião na manhã desta terça-feira, 12, com a diretoria, o jogador foi taxativo ao pedir a rescisão de seu contrato, sob a alegação de não querer mais viver em São Paulo depois de sofrer um sequestro relâmpago na semana passada.

O Estado apurou que o jogador chegou a dizer que seu pai e seu irmão, responsáveis por gerenciar sua carreira, já chegariam para conversar com o Palmeiras com algumas propostas de negócios com times chilenos. O Palmeiras não pretende fazer força para Valdivia ficar.

Embora o clube tenha colocado à disposição do jogador um segurança 24 horas enquanto ele estiver no País e também oferecido um psicólogo para ajudá-lo a superar o trauma, a saída do meia é dada como certa. O que a diretoria pretende é que seja definitiva, até para diminuir o prejuízo financeiro com o chileno.

Depois de a diretoria ouvir que o Mago não quer ficar longe da família - sua mulher, Daniela, disse que não volta a morar em São Paulo - o distrato virou apenas uma questão de acerto de valores. Mas é justamente nesse ponto que a conversa precisa se desenrolar. O gerente Cesar Sampaio afirmou acreditar que até sexta-feira o caso seja resolvido.

O grande problema é que Valdivia ainda é uma despesa para os combalidos cofres palmeirenses. O clube ainda deve, aproximadamente, R$ 24 milhões ao Banif, o fiador da carta de crédito usada para comprar o chileno do Al-Ahli (dos Emirados Árabes), em 2010, e pretende usar a multa rescisória para quitar ao menos parte desse débito bancário.

RESCISÃO

"A decisão não está só nas mãos dele. Acho difícil o Palmeiras abrir mão (de multa). Mas também não adianta ter ele aqui, mas com a cabeça em outro lugar. Caso ele não fique, vai caber aos nossos departamentos financeiro e jurídico decidir como será isso", falou Cesar Sampaio.

O dirigente disse que se assustou ao reencontrar o Mago ontem pela manhã. Ele o descreveu como alguém ainda muito abatido, o que lhe causou surpresa. "Ele ainda chora às vezes quando lembra do caso, evita falar nisso, e parece mais magro. Eu esperava que ele já estivesse melhor."

Vídeo com o sequestrador. Valdivia também esteve na delegacia para dar prosseguimento ao inquérito policial. O caso é conduzido no 23.º DP. O jogador prestou depoimento por cerca de duas horas e meia e fez o reconhecimento do assaltante. 

Nesta quarta à noite, o SBT exibiu imagens que mostram o jogador, sua mulher, Daniela, e o sequestrador, na loja de autopeças da Avenida Marquês de São Vicente, como Valdivia relatou à polícia. Inicialmente, o chileno aparece sozinho, tentando pagar uma compra (não conseguiu, pois já havia feito um saque de R$ 1 mil com o cartão).

Depois, aparecem também Daniela e o sequestrador, um homem com cabeça raspada e vestindo jaqueta escura, que aparentava estar tranquilo.

Tudo o que sabemos sobre:
ValdiviaPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.