EFE
EFE

Vanda Gomes pega 2 anos de suspensão por doping

Atleta testa positivo em exame realizado fora de competições e é suspensa por decisão unânime da Comissão Disciplinar Nacional

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2014 | 14h09

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) comunicou que a velocista Vanda Gomes foi suspensa por dois anos após dar positivo em exame antidoping realizado fora do período de competições. A decisão foi tomada pela Comissão Disciplinar Nacional (CDN) do Superior Tribunal de Justiça Desportiva de forma unânime.

Ao apresentar a decisão, a presidente da CDN, Solange Guerra Bueno, disse que a punição começa a contar a partir de 5 de dezembro, quando Vanda Gomes foi suspensa provisoriamente pela CBAt. Os advogados de defesa da velocista podem recorrer da decisão.

Em 8 de dezembro, a CBAt anunciou que Vanda Gomes deu positivo em exame realizado no dia 10 de novembro, fora do período de competições para a substância proibida Anastrozol (Hormônio e Modulador Metabólico - S4). A velocista não pediu a análise da segunda amostra dentro do prazo determinado.

Considerada uma das principais velocistas do Brasil, Vanda Gomes falhou na disputa do revezamento 4x100 metros no Mundial de Atletismo de 2013, em Moscou, ao deixar cair o bastão na transição para Franciela Krasucki, acabando com as chances de medalhas da equipe. Depois disso, disparou críticas, afirmando que a equipe treinou pouco e que alimentou-se e dormiu mal, criando atrito com a CBAt.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoVanda Gomesdoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.