Vanderlei Luxemburgo é demitido do Grêmio

Vanderlei Luxemburgo não é mais técnico do Grêmio. O treinador foi demitido ontem pela manhã e nem sequer comandou o time no jogo-treino diante do Caxias, no Estádio Olímpico. No reinício do Campeonato Brasileiro, o time será dirigido pelo auxiliar Roger Machado.

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2013 | 02h10

"Nós entendemos que tinha de haver uma mudança no ambiente, no cenário, e optamos pela troca do treinador. Respeitamos muito o Luxemburgo, mas sempre as coisas pendem para a troca do treinador", afirmou o executivo de futebol do clube, Rui Costa.

Luxemburgo estava sem clima no clube desde a precoce eliminação nas oitavas de final da Libertadores diante do Independiente Santa Fé.

Com o fim da Copa das Confederações, os clubes acertam os últimos reforços para a sequência da temporada. O Palmeiras deve até o fim da semana anunciar o volante Eguren. O jogador da seleção uruguaia vai até Assunção na terça-feira para rescindir contrato com o Libertad e volta ao Brasil para realização de exames médicos e assinatura de contrato. Até sexta-feira tudo estará resolvido.

O atacante Alan Kardec desembarcou ontem em São Paulo e fará exames médicos hoje. Felipe Menezes, também do Benfica, deve acertar em breve. A última contratação será o lateral-direito Luís Ricardo, da Portuguesa. Em troca, o Alviverde vai emprestar Ayrton à Lusa.

O São Paulo deve receber hoje R$ 2,5 milhões do Fluminense pelo volante Jean. O clube carioca decidiu comprar os 35% dos direitos do jogador que ainda pertenciam ao Tricolor paulista e assim passará a ter 85% dele. Os outros 15% continuam com Jean. No ano passado, quando foi contratado, o Flu desembolsou R$ 3,5 milhões.

O Santos teve uma semana agitada no mercado. Depois de vender o goleiro Rafael ao Napoli, corre para contratar pelo menos mais um atacante. Scocco, do Newell's Old Boys, interessa. Nos últimos dias o clube acertou com o lateral-direito Cicinho, da Ponte Preta, e com Mena, do Universidad do Chile.

Paulinho já acertou sua saída do Corinthians, mas Tite ainda sonha contar com o jogador no primeiro jogo da Recopa Sul-Americana, contra o São Paulo, quarta-feira. "Ainda não entreguei a rapadura. Enquanto ele não chegar para mim e disser que vai embora, eu fico na esperança", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.