Vasco dá outro vexame e torcida faz protesto

Equipe agora perdeu por 3 a 2 para o Nova Iguaçu e os torcedores pediram a renúncia do presidente Roberto Dinamite

Leonardo Maia, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2011 | 00h00

Dois jogos, duas derrotas e o Vasco já se encontra em crise. O ano de 2011 não começou nada bem para quem entrou na temporada pressionado em busca de um título que não conquista há sete anos. Ontem, em Volta Redonda, com uma atuação terrível no primeiro tempo, o time cruzmaltino foi derrotado por 3 a 2 pelo Nova Iguaçu, que disputa apenas sua terceira edição na elite carioca. Revoltada, a torcida pediu a renúncia do presidente Robert0 Dinamite.

Sem ponto no Grupo A, o Vasco já vê distante a classificação para as semifinais. Está seis pontos atrás do líder Flamengo. O Nova Iguaçu é o segundo, com quatro pontos. Há 27 anos o Vasco não sofria duas derrotas nas duas primeiras rodadas do Carioca. A última vez foi em 1984.

"Tivemos uma atuação desastrosa no primeiro tempo. No segundo, houve superação. Agora é tentar melhorar para mudar isso"", lamentou o técnico Paulo César Gusmão.

O Nova Iguaçu marcou logo a três minutos de jogo. Em cobrança de escanteio ensaiada, o zagueiro Alex Moraes se livrou da marcação e fez bonito gol. O Vasco não criava ofensivamente e ainda demonstrou grande deficiência defensiva, que foi explorada pelo ligeiro Mossoró. O meia cruzou aos 18 minutos e encontrou Maycon livre na pequena área: 2 a 0.

Na parada técnica, Gusmão tentou reagrupar o time, mas até ele exibia semblante atônito. Mas a expulsão de Paulo Henrique aos 37, por cotovelada em Ramon, seria o combustível a reavivar a chama vascaína. A equipe empatou com Rômulo e Marcel, de pênalti. Carlos Alberto saiu lesionado e caberia a Felipe usar sua experiência pela levar o time à vitória. Mas foi dele o erro que decretou a derrota. Na saída de bola, deu nos pés de Wiliam, que não perdoou. 3 a 2.

No Engenhão, o Fluminense fez 6 a 2 no Olaria. Fred, teve grande atuação e fez 2 gols. Marquinhos e Rodriguinho, também dois vezes cada, marcaram os outros gols do Tricolor, cujos jogadores receberam as faixas pelo título brasileiro de 2010.

Em Macaé, o Botafogo fez 5 a 0 no Cabofriense. Os dois primeiros gols foram contra, do volante Goeber. Renato, Caio e Antonio Carlos completaram o placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.