Vasco espera fechar hoje com técnico português

À beira de um abismo que parece não ter fim, a diretoria do Vasco tomou uma decisão ousada: contratar o moçambicano naturalizado português Carlos Queiroz, treinador da seleção de Portugal na Copa da África do Sul. O técnico, que ficou sem emprego depois do Mundial em que sua equipe caiu nas oitavas de final, chega hoje ao Rio, vindo do Catar, onde dava palestras. Queiroz, de 57 anos, já teria aceitado a proposta feita pelos cruzmaltinos. Faltam detalhes para o anúncio.

Leonardo Maia / RIO, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2011 | 00h00

Enquanto Queiroz desembarca no Galeão, o time encara o Flamengo no primeiro clássico carioca do ano, às 19h30, no Engenhão. O Rubro-Negro venceu as primeiras três partidas, lidera o Grupo A da Taça Guanabara e vive com otimismo os dias que antecedem a estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo clube. O Vasco passa por profunda crise, com demissão do treinador e protestos contra o presidente Roberto Dinamite. Tudo por culpa da histórica sequência de três derrotas seguidas para times pequenos nas três primeiras rodadas.

Felipe e Carlos Alberto foram afastados. Carlos Alberto chegou a bater boca com Dinamite após a derrota para o Boavista (3 a 1). Com a saída de PC Gusmão, o auxiliar Gaúcho comanda o time. "Joguei esse clássico por mais de 20 anos. Muitas vezes o Vasco era apontado como inferior e vencia. Quero que o time faça grande jogo", disse Dinamite.

Loco Abreu brilha. Ontem, na abertura da rodada, o Botafogo venceu o Olaria por 3 a 1, no Engenhão, com 2 gols de Loco Abreu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.