Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Velejador Jorge Zarif está liberado para voltar a competir e deve ir a Tóquio

Brasileiro foi pego no antidoping, mas apresenta laudos provando que estava em tratamento médico

Redação, Estadão Conteúdo

13 de março de 2020 | 23h20

O velejador Jorge Zarif está liberado para participar de competições, após ser julgado pela 1.ª Comissão Disciplinar TJD-AD (antidopagem) em Brasília. Informado nesta sexta-feira, o atleta paulista deve representar o Brasil em Tóquio, naquela que será sua terceira olimpíada na classe Finn.

Jorge Zarif testou positivo para a substância Tamoxifeno em 15 de agosto de 2019 durante a disputa do evento-teste de vela, em Enoshima, no Japão. Ele estava em tratamento de uma ginecomastia bilateral, que o impedia de fazer movimentos.

Após ser notificado, Zarif apresentou todos os documentos e laudos médicos necessários para as autoridades.

A comissão aplicou uma pena de seis meses pela violação antidopagem. Considerando que o período foi cumprido, Zarif pode competir nos principais eventos da modalidade.

Tudo o que sabemos sobre:
velaJorge Zarif

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.