Velejador Sérgio Mirsky é sepultado

O velejador Sérgio Mirsky, de 76 anos, morreu na noite da terça-feira no Rio, vítima de falência múltipla dos órgãos. O enterro foi realizado na tarde desta quarta-feira, com a presença de vários atletas brasileiros da modalidade. O filho, André, também seguiu a paixão do pai.Mirsky começou a velejar aos 7 anos. Aos 18, foi dado como desaparecido quando resolveu fazer uma viagem do Rio a Santos, sozinho, apenas com uma bússola de mão. Em 1968, vendeu tudo o que tinha e foi até os EUA comprar um verdadeiro barco de regatas - pioneiro, trouxe a fibra de vidro ao País.Um dos maiores nomes da vela brasileira, o paulista ostenta o maior número de milhas em regatas no Brasil. Sua maior paixão era a busca pela Fita Azul, a vitória. Possui números expressivos, como as 28 fitas azuis na Regata da Escola Naval e as 35 participações na Regata Santos-Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.