Velocista culpa médico por doping

A velocista americana Kelli White, afastada de competições por suspeita de doping no escândalo Balco, em 2003, denunciou que um médico fez falso diagnóstico de narcolepsia para receitar um estimulante proibido - apesar de ela nunca ter sofrido tal transtorno do sono, informou nesta segunda-feira o San Francisco Chronicle. O jornal conta ainda que o velocista Tim Montgomery, outro envolvido no caso, declarou em seu depoimento que o psiquiatra Brian Goldman receitou a ele esteróides com nome falso, para que não fosse descoberto.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2005 | 20h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.