Velocista pode ficar fora de Mundial

O velocista Raphael Raymundo de Oliveira (Funilense) sentiu uma contusão muscular e ficou de fora neste sábado da semifinal dos 200 metros do XX Troféu Brasil de Atletismo, que está sendo realizado no Rio, e viu ameaçada sua participação no Mundial de Atletismo, que começa no dia 3 de agosto, em Edmonton, no Canadá. O corredor sentiu uma fisgada no musculo da coxa esquerda e pode ficar até duas semanas em tratamento, o que inviabilizaria sua viagem ao Canadá. Raphael - que também correu os 100 metros do Troféu Brasil, e terminou a prova empatado com Claudinei Quirino - tinha assegurado uma vaga na equipe de revezamento 4x100 que vai ao Mundial. O técnico da equipe brasileira, Jayme Neto, disse que o atleta deverá ser submetido a uma série de exames para que os médicos possam avaliar com precisão a gravidade da lesão. Como pode ficar até duas semanas em recuperação, o treinador já adiantou que vai chamar Edson Luciano para a vaga. Luciano correu na equipe que foi medalha de prata em Sydney na prova do revezamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.