Velocista pode perder medalhas por doping

A velocista norte-americana Kelli White, campeã dos 100 e 200 metros no Mundial de Atletismo de Paris, pode perder as duas medalhas de ouro conquistadas na competição. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) confirmou neste sábado que foi detectado um tipo de estimulante no exame antidoping da atleta. O laboratório francês Chatenay Malebrai encontrou restos de modafinil, usado para combater o cansaço, na urina de Kelli. A IAAF ainda não tomou uma decisão sobre o caso porque o modafinil não consta na lista de substâncias proibidas pela entidade.Segundo a IAAF, o ?caso White? terá um parecer final após análise da prova B. A atleta está inscrita para competir na final do revezamento 4 x 100m feminino neste sábado e pode ser suspensa da prova. ?Até o momento não está claro se é ou não uma substância dopante?, disse o vice-presidente da entidade, o alemão Helmut Digel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.