Venda de ingressos para o Pan deve gerar R$ 40 milhões

O Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos (CO-Rio) estima arrecadar R$ 40 milhões com a venda de ingressos para o Pan, que será disputado em julho, no Rio. Em agosto do ano passado, a estimativa era de R$ 30 milhões de faturamento com as bilheterias, o que representou um salto de 33% em cinco meses. Cada entrada custará, em média, R$ 30, mas haverá outros preços.A empresa responsável pela venda dos bilhetes do Pan foi anunciada no último dia 15 pelo presidente do CO-Rio, Carlos Arthur Nuzman. É a Ticketronics Tecnologia e Sistemas Ltda. Foram feitas duas licitações, uma vez que na primeira tentativa apenas uma concorrente atendeu a exigências.A bilheteria do Pan é um dos pontos que requer atenção dobrada dos profissionais envolvidos. Nuzman sabe a importância e o peso de atender bem o público, sobretudo porque já foi avisado pelo próprio presidente Lula de que a possibilidade de uma Copa do Mundo no Brasil em 2014 depende muito do sucesso dos Jogos no Rio.A Ticketronics venceu a disputa com a BWA Ingresso Fácil, empresa que comercializa ingressos do Campeonato Paulista de Futebol. Em março, o CO-Rio espera divulgar o esquema de vendas das entradas - Nuzman tinha prometido começar em dezembro.Os documentos da licitação das empresas apontam algumas exigências do CO-Rio. Uma delas, por exemplo, diz respeito à qualificação dos bilheteiros. Em cada bilheteria do Rio deve haver pelo menos um funcionário que fale inglês e espanhol. Armas de fogo estão proibidas nas bilheterias, mesmo para aqueles que têm licença de uso. E é expressamente proibido, com punição e até possível quebra de contrato, a venda de bilhetes por preços diferentes aos determinados pelos organizadores.O CO-Rio pretende colocar à venda 2,3 milhões de ingressos para um total de 2,5 milhões assentos disponíveis nos locais de disputa do Pan.Deverá haver cinco tipos de ingressos, do Especial de Cerimônia (abertura e encerramento) ao Simples para o público. A fase 1 das vendas prevê o uso da internet e de pontos de reservas. Na fase 2, além das duas opções, as bilheterias oficiais dos Jogos também estarão funcionando. O CO-Rio prevê número mínimo de 19 pontos de comercialização, todos no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.