Vendas de lembranças do Pan superam expectativas

Todo o estoque do mascote dos Jogos, o solzinho Cauê, estava esgotado na tarde deste domingo

Sílvio Barsetti, do Estadão,

29 de julho de 2007 | 22h26

A procura por produtos do Pan-Americano superou todas as expectativas na Megastore Copacabana, a loja oficial dos Jogos montada sobre a areia da Praia de Copacabana, ao lado da Praça das Medalhas. Até o início da tarde deste domingo, todo o estoque do símbolo do Pan 2007, o mascote Cauê, já estava esgotado. Veja também: O agito da cerimônia de encerramento Os medalhistas brasileiros O quadro de medalhas Casacos e calças alusivos ao evento também não estavam mais à venda. E uma fila de quase 100 metros aumentava a cada minuto para a troca de cupons de um cartão de crédito por canecas dos Jogos. Apesar das promoções, algumas pessoas reclamavam dos preços. "Uma bandeirinha que antes era vendida por R$ 24, agora está a R$ 17. Ainda assim é um absurdo. Aquilo é um pano maquiado", reclamou a aposentada Maura Santinni, que estava acompanhada de dois netos e não sabia exatamente o que deveria comprar. "Eu ia levar dois Cauês. Mas acabou." Cartazes anunciavam descontos em vários produtos. Mochilas, de R$ 80 por R$ 56 eram disputadas pelo público mais jovem. Chinelos, porta-papéis, pesos para papel e bonés constavam da lista de ofertas com preços mais baratos. "Na verdade, não estão mais baratos, e sim menos caros", comentou a assistente social Regina Rebelato. A loja de Copacabana centralizou a venda dos produtos durante os Jogos. Em praticamente todas as instalações esportivas havia estandes com as mercadorias, remetidas para a Megastore assim que as competições se encerravam. "É possível que essa loja fique aberta mais um ou dois dias. Vai depender do balanço que vamos fazer quando fecharmos hoje, por volta da meia-noite", disse uma das coordenadoras de venda, Juliana Matos. Mesmo com a chuva intensa e o frio, o movimento no local foi grande durante toda a manhã. Muitos conciliaram a passagem dos atletas da maratona pela Avenida Atlântica com uma rápida visita à loja. Na área ao redor da Megastore, dezenas de homens continuavam o trabalho de desmontagem da arquibancada da arena que recebeu os jogos de vôlei de praia. Em frente à Praça das Medalhas, telões exibiam a disputa da medalha de ouro no basquete masculino, entre Brasil e Porto Rico, para uma platéia diminuta. Eram meninos de rua e mendigos enrolados em cobertores e alguns policiais militares. Com a ressaca e a temperatura baixa - às 10h30 os relógios digitais da praia registravam 16 graus -, até os habituais adeptos das caminhadas matinais em Copacabana optaram por programas mais caseiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Pan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.