Veteranos embarcam em superaventura

Correr 41 km todos os dias, por 20 dias. Passar quatro dias pedalando diariamente 140 km para, em seguida, permanecer durante 20 dias na rotina de remar 20 km. Depois, ficar 14 dias pedalando 130 km em terreno plano e, mais dois dias, 172 km, de subida. Para complementar, uma escalada no Pico Aconcágua (6.962 m), e mais uma corrida de 233 km em dois dias, na base do ciclismo e do rafting. Este é o super-desafio que Manuel Morgado, 46 anos, e Romualdo Kubiak, 55, pretendem vencer a partir do dia 15 na Travessia Fleury Atlântico ao Pacífico. A dupla garante que a motivação para a aventura que começa em São Paulo e termina em Viña del Mar, no Chile, vai além de superar os limites físicos e psicológicos. Kubiak, um triatleta que começou a se dedicar ao esporte depois dos 40 anos, explica que o atrativo está na lição de vida que se obtém em experiências como esta. ?Não há nada que pague esta satisfação.? Morgado, que abandonou a medicina para viver mais de dez anos no Nepal comandando caminhadas nas áreas próximas ao Monte Everest, foi o idealizador do desafio. ?Foram 7 meses de treino, seis horas por dia?, explica. O trabalho contou com a supervisão do técnico Marcos Paulo Reis e uma equipe de mais 11 especialistas e o percurso será acompanhado, em sua maior parte, por um massagista e um carro de apoio que carregará os equipamentos. A dupla também tem sido submetida a uma série de exames laboratoriais que poderão ser usados em pesquisas científicas.

Agencia Estado,

27 Agosto 2002 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.