Vettel sai em 1º, e Alonso acha bom

Espanhol da Ferrari é 3.º no grid, duas posições à frente de Webber e vai definir estratégia na prova com base na largada

Livio Oricchio, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2010 | 00h00

Fernando Alonso, da Ferrari, larga hoje apenas em 3.º no GP de Abu Dabi, último da temporada, e decisivo para definir o piloto campeão do mundo. Mas o líder do campeonato não ficou triste. Mark Webber, da Red Bull, principal adversário na luta pelo título, obteve apenas a 5.ª colocação na classificação, ontem, no elegante circuito Yas Marina. Sebastian Vettel, da Red Bull, também candidato a vencer o Mundial, registrou a sua 10.ª pole position do ano, com Lewis Hamilton, da McLaren, em 2.º.

Com 8 pontos a mais de Webber e 15 à frente de Vettel, Alonso poderá disputar uma prova bem diferente da que faria se largasse atrás da dupla da Red Bull, principalmente em razão de, em condição de corrida, Vettel e Webber provavelmente serem um pouco mais velozes, conforme os treinos demonstraram. "Se vou atacar ou optar por uma prova defensiva, dependerá do que vai ocorrer na largada", disse.

Webber lembrou que nos 5.554 metros e 21 curvas da pista árabe há pelo menos dois pontos de ultrapassagem, além de reforçar a esperada vantagem técnica que deverá ter na corrida. "O campeonato está longe de terminado", afirmou o australiano.

"Vou tentar ganhar a corrida e sei que tenho condições para isso, largo na pole e meu carro está fantástico aqui. Esse será o meu papel. Depois faremos as contas", falou Vettel. Se o alemão vencer o GP de Abu Dabi, basta a Alonso obter o 4.º lugar para ficar com o título. A situação do espanhol, portanto, não é desconfortável. Vettel tem de torcer para Jenson Button, McLaren, 4.º no grid, ultrapassar Alonso e Webber também, o que deixaria o piloto da Ferrari em 5.º.

Outro aspecto determinante na prova será o consumo dos pneus. "O desgaste, em especial dos pneus moles traseiros, é elevado", disse Alonso.

Felipe Massa larga em 6.º e, dependendo de como terminar a primeira volta, poderá ajudar Alonso na luta contra Vettel e Webber. Hamilton, com 24 pontos a menos de Alonso, precisa vencer e esperar que o espanhol não pontue. Rubens Barrichello realizou excelente treino e obteve o 7.º lugar no grid. Lucas Di Grassi, da Virgin, larga em 22.º e Bruno Senna, Hispania, 23.º.

A TV Globo transmite o GP de Abu Dabi, hoje, a partir das 11 horas de Brasília (17 horas nos Emirados Árabes Unidos). A segunda parte da prova terá luz artificial e temperatura mais amena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.