Vice-campeã perde a paciência com torcida de seu país

Na Li não levou para a China o troféu, mas fez história ao chegar à final. E cativou os australianos com simpatia. Ontem, por exemplo, fez declaração de amor pública ao marido e técnico, Jiang Shan. Só perdeu a esportiva com a torcida chinesa em Melbourne. Irritou-se com os gritos e os "conselhos" que recebia da plateia. "Preciso dizer aos chineses que não me ensinem a jogar?", reclamou. "Eles gritaram muito. Os chineses que gostam de tênis não podem ser mais educados?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.