Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Vice-campeão de 2010 tem ''pedreira'' em Bauru

Com time totalmente reformulado, Santo André encara o Noroeste, embalado pela volta à elite do futebol paulista

Anelso Paixão, O Estado de S.Paulo

16 de janeiro de 2011 | 00h00

Atual vice-campeão paulista, o Santo André tem desafio complicado contra o caçula Noroeste, às 19h30, no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru. Com um grupo totalmente reformulado em relação ao que disputou a final contra o Santos em 2010, a equipe aposta em jogadores conhecidos, como o goleiro Neneca, o atacante Nunes e o zagueiro Anderson, ex-Corinthians.

O problema é que o adversário, embalado pela volta à 1.ª Divisão, também vem com uma equipe recheada de contratações, com destaque para o ataque formado por Otacílio Neto, emprestado pelo Corinthians, e Vandinho. O clube ainda contratou os goleiros André Luís, ex-Portuguesa e Ituano, e Nicolas, emprestado pelo Inter, e também o volante Francis, ex-Palmeiras.

Outro time tradicional que estreia fora é a Ponte Preta, diante do Mirassol, às 19h30. O time da casa contratou 19 jogadores, mas a maioria pouco conhecida. Os destaque são o meia Xuxa e o atacante Wellington Amorim. A Ponte, ao contrário, promete vir forte. Para o jogo de estreia, o técnico Gilson Kleina não poderá contar com o goleiro Marcelo Lomba e o atacante Thiago Luís, mas promete um time ousado, buscando os três pontos mesmo fora de casa. "A palavra no nosso grupo é superação", afirmou o técnico.

Duelos regionais. No Estádio Décio Vitta, o novato Americana, ex-Guaratinguetá, recebe o Bragantino. No time da casa, o técnico Edinho Nazareth aposta em jogadores experientes como o meia Fumagalli e o volante Magal. Já o Bragantino, do técnico Marcelo Veiga, mantém a política de gastar pouco e apostar em jogadores em busca de visibilidade.

Outro duelo regional ocorre em Jundiaí, entre Paulista e Ituano. O time da casa se reforçou bastante, com destaque para os experientes Baiano e Fábio Gomes. Já o Ituano, comandado pelo gestor Juninho Paulista, optou por jogadores menos conhecidos, mas manteve 15 atletas de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.