Vice deixa cargo para concorrer à presidência da Wada

Jean-Francois Lamour enfrenta o australiano John Fahey na eleição da entidade, marcada para novembro

16 de outubro de 2007 | 14h00

O vice-presidente da Agência Mundial de Antidoping (Wada), o francês Jean-Francois Lamour, anunciou, nesta terça-feira, a renúncia de seu cargo, já concorrerá ao cargo de presidente da organização.   Jean-Francois Lamour era o favorito para assumir o cargo de presidente da Wada, mas a entrada do australiano John Fahey complicou, uma vez que o atual presidente, Dick Pound, estaria disposto a apoiar o australiano.   Mesmo assim, o francês, que já foi ministro dos esportes de seu país, confirmou sua candidatura e reforçou sua confiança na vitória na eleição, que ocorre no dia 17 de novembro.   O novo presidente da Wada terá a árdua missão de restabelecer metas e apoio dentro das diversas federações esportivas, que criticam os métodos utilizados pela agência antidoping.

Tudo o que sabemos sobre:
Wadaatletismociclismodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.