Victor Penalber conquista ouro no Grand Prix de judô

O segundo e último dia do Grand Prix de judô, disputado em Qingdao, na China, foi marcado pela única medalha de ouro brasileira na competição. Neste domingo, Victor Penalber, na categoria até 81 quilos, derrotou o russo Murat Khabachirov na decisão e faturou o título.

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 09h26

Penalber teve um grande desempenho e venceu três de suas quatro lutas por ippon. A primeira vítima do brasileiro foi o indiano Manoj Kumar, seguido pelo chinês Xuewen Wang, único batido por um yuko. A semifinal foi contra outro judoca da China, Maojian Li, enquanto a decisão aconteceu contra Khabachirov.

Foi a sexta medalha brasileira na competição e terceira deste domingo. As outras duas foram de prata, com Renan Nunes, na categoria até 100 quilos, e Maria Portela, até 71 quilos. Desta forma, o Brasil encerra sua participação com a quinta melhor campanha, com um ouro, quatro pratas e um bronze. A melhor foi a China, com quatro ouros, duas pratas e dez bronzes.

Ainda neste domingo, Maria Portela iniciou sua caminhada em busca de uma medalha ao bater Yun-Ting Chen, de Taipei, com um ippon. Com dois yukos, ela passou por Laura Vargas Koch, da Alemanha, mas na decisão parou diante da chinesa Fei Chen, que venceu com um ippon.

Também por um ippon perdeu o brasileiro Renan Nunes na decisão da categoria até 100 quilos. O algoz foi o japonês Yusuke Kumashiro, que venceu em apenas 19 segundos. Antes, no entanto, Renan vinha fazendo boa campanha e bateu seus três adversários: Dorj Anar, da Mongólia, e Karolis Bauza, da Lituânia, por ippon, e Do Hyoung Kim, por dois yukos.

O Brasil também foi representado neste domingo por Nadia Merli, na categoria até 70 quilos, Maria Suelen Altheman, até 78 quilos, e Luciano Corrêa, até 100 quilos, mas nenhum deles conseguiu subir ao pódio.

Tudo o que sabemos sobre:
judôGrand PrixVictor Penalber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.