Villa marca no fim, Espanha vira e segue 100% em dia de favoritos

O torcedor espanhol jamais vai esquecer a temporada 2008. Sua seleção conquistou a Eurocopa após 40 anos e brilha nas Eliminatórias para a Copa de 2010. Ontem, em Bruxelas, levou susto da Bélgica, saiu atrás do placar, gol de Sonck, perdeu o artilheiro Torres, machucado logo no início e, mesmo assim, mostrou força. Com gols de Iniesta e David Villa, aos 42 da fase final, venceu e chegou a 27 partidas de invencibilidade.Espanha e Inglaterra - fez 3 a 1 na Bielo-Rússia (dois gols de Rooney e um de Gerrard, com Sitko descontando), fora de casa - são as únicas seleções com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Europa. Fizeram quatro partidas cada e quase não tiveram trabalho.A temporada de jogos oficiais terminou ontem, mas ingleses e espanhóis podem fazer mais um jogo no ano. Dia 19 de novembro é data Fifa.A outra seleção que mantinha 100% nas Eliminatórias foi surpreendida ontem, em seus domínios. Os gregos receberam a Suíça, em Pireo, e perderam por 2 a 1. Frei abriu o placar para os visitantes, Charisteas empatou, mas Nkufo calou a torcida no Estádio Karaiskaki.Apesar da derrota, os gregos seguem na ponta do Grupo 2. Isso porque Israel não foi além de um empate por 1 a 1 em sua visita à Letônia, em Riga. A diferença de pontos do líder para o segundo caiu para um.A rodada confirmou o favoritismo das potências. Alemanha, Itália, Rússia e Holanda ganharam seus jogos. Os alemães superaram o País de Gales por 1 a 0 e os russos fizeram 3 a 0 na Finlândia, pela mesma chave. Os italianos passaram por Montenegro (2 a 1) e a Holanda fez 1 a 0 na Noruega. Portugal decepcionou: 0 a 0 com a Albânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.