Villa sofre fratura e ouve rumores

A fratura da tíbia de David Villa foi um duro golpe para a equipe do Barcelona, mas não se tratou de uma surpresa. Há um mês, o técnico Josep Guardiola já havia alertado que o centroavante espanhol atuava com um problema na perna esquerda.

YOKOHAMA , O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2011 | 03h09

"Tem um pequeno problema na tíbia, que é muito dolorido, mas ele aguenta e aguenta porque é muito forte e competitivo", declarou Guardiola à época.

Quando o jogador tentou firmar a perna esquerda no chão, ainda no primeiro tempo do jogo contra o Al Sadd, e um replay da transmissão mostrou claramente a perna de Villa quebrando, começaram a pipocar suposições entre os jornalistas espanhóis que estão no Japão. A primeira, e óbvia, é que o Barcelona foi pouco previdente. Não havia necessidade de o centroavante ser exposto em partida tão fácil.

Por outro lado, logo depois da partida, começaram a surgir rumores de que o Barcelona está à procura de um novo centroavante. Fala-se de Fernando Torres, do Chelsea.

Logo que os questionamentos surgiram, o diretor esportivo do clube, Javier Zubizarreta, tratou de esfriar as especulações. "Agora não é o momento de pensar em contratações. O mais importante no momento é a saúde de Villa."

O técnico da seleção espanhola Vicente Del Bosque isentou o Barcelona de culpa na lesão de Villa. "Foi uma fatalidade", disse. E mostrou esperança em contar com o jogador para defender o título na Eurocopa do próximo ano, embora os médicos sejam pessimistas e acreditem que o atleta vai demorar pelo menos cinco meses para voltar a jogar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.