Benoit Tissier / Reuters
Benoit Tissier / Reuters

Vincenzo Nibali passa por cirurgia em vértebra após queda na Volta da França

Italiano recebeu contato indesejado nas costas por causa da proximidade do público em trecho da 12ª etapa

Estadão Conteúdo

31 de julho de 2018 | 12h14

Campeão da Volta da França em 2014, o italiano Vincenzo Nibali passou com sucesso nesta terça-feira por um procedimento cirúrgico para corrigir uma fratura em uma vértebra ocorrida após uma queda durante uma etapa da competição mais tradicional do ciclismo no mundo. De acordo com a sua equipe, a Bahrein, o ciclista foi operado em um hospital em Milão, na Itália, e passa bem.

É possível que Vincenzo Nibali tenha alta já nesta quarta-feira e então comece as sessões de fisioterapia para voltar em breve aos treinamentos. Com 33 anos, o italiano é um dos poucos ciclistas que já conquistou os títulos das três grandes provas do esporte: Volta da França, Giro D´Italia e Volta da Espanha.

O acidente de Vincenzo Nibali aconteceu no último dia 19, durante a 12.ª etapa da Volta da França, entre as cidades de Bourg-Saint-Maurice e Alpe d'Huez, que teve um percurso de 175 quilômetros. O ciclista ocupava a quarta posição na classificação geral da prova e sofreu uma queda quando faltavam apenas 4km para o final do trajeto.

Vincenzo Nibali acabou sendo indiretamente prejudicado pela indisciplina de alguns espectadores que se aproximaram muito dos ciclistas neste ponto do percurso e reduziram o espaço dos competidores. E o italiano acabou se chocando com uma motocicleta de um dos policiais que realizavam a escolta dos ciclistas no decorrer da prova, sofrendo a queda em seguida.

O tombo ocorreu quando Nibali tentava ultrapassar o tetracampeão britânico Chris Froome, que terminou esta 12ª etapa na quarta posição e também recebeu um contato indesejado em suas costas por causa da proximidade extrema do público naquele trecho do trajeto.

Apesar da queda que lhe rendeu uma fratura, o italiano ainda exibiu superação ao continuar na prova e terminar esta etapa na sétima posição. Vincenzo Nibali, porém, precisou ser encaminhado a um hospital em seguida para fazer exames, que acabaram confirmando a fratura sofrida.

Na época, o italiano lamentou o fato de que não havia obstáculos para o público, que se aproximou demais dos ciclistas no momento do acidente. "O caminho foi se estreitando e não havia barreiras. Haviam duas motocicletas da polícia. Quando Froome acelerou, eu o segui, e me sentia bem. Logo desaceleramos (pela falta de espaço no caminho) e eu cai no solo", explicou Vincenzo Nibali.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.