Stefano Rellandini/Reuters
Stefano Rellandini/Reuters

Violonista é punida por fraude para competir nos Jogos de Sochi

Vanessa-Mae é suspensa de competições de esqui por quatro anos, nesta terça, por participar de esquema de manipulação de provas

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2014 | 10h58

A violinista pop tailandesa Vanessa-Mae foi suspensa de competições de esqui por quatro anos, nesta terça-feira, por participar de um esquema de manipulação de provas pra permitir que ela obtivesse a sua classificação para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, realizados neste ano.

A Federação Internacional de Esqui (FIS) anunciou a punição após descobrir a fraude que levou a celebridade a competir na Rússia. A entidade também puniu oficiais da Eslovênia e da Itália por entre um e dois anos pela participação no escândalo. "Aqueles que foram punidos, foram punidos por uma boa razão", disse Gian Franco Kasper, presidente da federação.

De acordo com a entidade, quatro provas femininas de slalom gigante foram manipulados em janeiro, na Eslovênia, algumas semanas antes da Olimpíada, com a intenção de melhor falsamente os resultados de Vanessa-Mae para garantir a sua presença em Sochi.

Sem a trapaça, Vanessa-Mae "não teria alcançado o nível necessário de desempenho exigido pela FIS para ser elegível a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno", disse o órgão.

Em fevereiro nos Jogos de Sochi, a celebridade da música, competiu pela Tailândia e terminou em 67.º e último lugar na disputa do slalom gigante. A FIS disse que informou o Comitê Olímpico Internacional, que pode desclassificar Vanessa-Mae dos Jogos Olímpicos de Sochi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.