Tom Pennington/AFP
Tom Pennington/AFP

Virada e recorde marcam 1ª rodada dos playoffs da NFL

Cowboys e Panthers vão à semifinal da Conferência Nacional enquanto Colts e Ravens continuam brigando pela Americana

Renan Fernandes, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2015 | 08h33

Cowboys conseguem virada contra os Lions após estarem perdendo por 14 a 0, Colts passam sem dificuldade pelos Bengals e agora encaram um velho conhecido, Ravens acabam com jejum contra os Steelers e os Panthers conseguem a melhor partida defensiva da história da pós-temporada da NFL. Confira o que foi destaque na primeira rodada dos playoffs.

Dallas Cowboys 24 x 20 Detroit Lions

O torcedor do Dallas Cowboys teve que esperar até os minutos finais para poder comemorar a classificação para a semifinal da NFC. Os donos da casa só assumiram a liderança do placar no AT&T Stadium, no Texas, quando faltavam pouco mais de dois minutos para o fim da partida contra o Detroit Lions: 24 a 20.

Com o resultado, os Cowboys vão enfrentar o Green Bay Packers no dia 11 de janeiro, no Lambeau Field. Os Lions bem que tentaram estragar a festa da equipe de maior torcida na NFL e abriram 14 a 0 logo no primeiro período com Golden Tate e Reggie Bush. Depois disso, a equipe de Matthew Stafford (323 jardas e um touchdown) e Calvin Johnson (85 jardas) não conseguiu mais touchdowss.

Com a defesa se destacando, o quarterback Tony Romo (293 jardas e dois TDs) conseguiu comandar o ataque e cortar a diferença para quatro pontos no meio do último período. A campanha decisiva do Dallas para o TD de Terrance Williams teve 5min38secs e foi marcada por duas penalidades que minaram as chances da franquia da antiga capital mundial do carro manter a liderança do marcador.

Indianapolis Colts 26 x 10 Cincinnati Bengals

O Indianapolis Colts não teve dificuldades para passar pelo Cincinnati Bengals no Lucas Oil Stadium, por 26 a 10. Na busca por uma vaga na final da AFC, a equipe de Andrew Luck agora vai encarar o Denver Broncos no próximo domingo. A equipe do Arizona é liderada pelo maior jogador da história dos Colts: Peyton Manning.

Pelo quinto ano consecutivo os Bengals são eliminados na primeira rodada dos playoffs. Sem contar com seu principal alvo ofensivo, o wide receiver A. J. Green, o QB Andy Dalton não conseguiu lançar para nenhum TD e acabou o jogo com apenas 155 jardas. Para piorar a situação do Cincinatti, o running back Dan Herron fez um dos melhores jogos de sua carreira e passou das 130 jardas entre corridas e recepções. Substituto de Manning nos Colts, Luck fez um jogo consistente acertando 31 dos 44 passes tentados para 376 jardas.

Pittsburgh Steelers 17 x 30 Baltimore Ravens

Baltimore Ravens pôs fim a freguesia contra o Pittsburgh Steelers na história da pós-temporada e venceu o rival por 30 a 17 em pleno Heinz Field. Após a quebra de tabu, a equipe campeã do Super Bowl em 2013 vai encarar o New England Patriots, no próximo sábado, em busca da decisão da Conferência Americana.

Sem o jogo corrido do lesionado running back Le’Veon Bell, e com erros em momentos-chave do quarterback Ben Roethlisberger (334 jardas, um TD e duas interceptações), os Steelers não foram páreo para a defesa dos Ravens, que não conta mais com Ray Rice, mas ainda tem o decisivo Terrell Suggs, que consegui uma interceptação segurando a bola com as pernas. 

No ataque, o show ficou por conta de Joe Flacco. Sem sentir a pressão da partida, o QB mais bem pago da NFL soube distribuir passes e corridas e terminou o jogo com 259 jardas e dois TDs. A sólida exibição do camisa 5 foi reverenciada pelo técnico John Harbaugh. ‘Joe Flacco, o que você pode falar sobre ele? Eu acho que ele teve um rating perfeito para um quarterback no terceiro quarto. Isso é playoffs. Isso é Joe Flacco. Ele é o melhor quarterback no futebol americano.’ Em seis anos como profissional, Flacco tem 10 vitórias e quatro derrotas em jogo e playoffs, somando 22 touchdowns e oito interceptações.

Carolina Panthers 27 x 16 Arizona Cardinals

O Carolina Panthers aproveitou que o Arizona Cardinals não contava com o QB titular Carlson Palmer e nem com o reserva Drew Stanton para fazer 27 a 16, no Bank of America Stadium, e agora enfrenta o Seattle Seahawks no próximo sábado. Já os Cardinals deram adeus à chance de disputar o Super Bowl em casa no dia 1º de fevereiro.

A defesa da franquia da Carolina do Norte teve uma atuação irreparável, cedendo apenas 78 jardas aos visitantes, novo recorde da NFL na pós-temporada. O terceiro QB da equipe de Glendale, Ryan Lindley, foi sacado quatro vezes, perdendo 31 jardas e ainda foi interceptado por duas vezes.

Longe de uma grande partida, Cam Newton lançou para 198 jardas, conquistou dois TDs, cedeu uma interceptação. O destaque do ataque dos Panthers foi o running back Jonathan Stewart, que terminou o jogo com 123 jardas e um touchdown, em 24 corridas.

Newton fez questão de elogiar a partida de sua defesa após o jogo. "Quando esses caras jogam assim torna-se mais fácil fazer nossa parte". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.