Robson Fernandjes/AE - 24/11/2010
Robson Fernandjes/AE - 24/11/2010

Vitaly Petrov, a caminho do atletismo brasileiro

Ucraniano, que rompeu parceria com a recordista Yelena Isinbayeva, será convidado a trabalhar em projeto visando a 2016

AMANDA ROMANELLI, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2011 | 00h00

O fim da parceria entre a recordista mundial do salto com vara, Yelena Isinbayeva, e o técnico Vitaly Petrov, revelada no sábado, pode render frutos ao Brasil. O treinador ucraniano, que estará em São Paulo na próxima semana para mais uma sessão de treinamentos com Fabiana Murer, será chamado a se unir ao atletismo brasileiro oficialmente e integrar um trabalho para o desenvolvimento da prova visando a Olimpíada de 2016.

O portador do convite será Elson Miranda, técnico de Fabiana. "O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) já me deram autorização para negociar, ver o que ele quer. A ideia é continuar o trabalho que ele já vem desenvolvendo."

A parceria entre Petrov, Elson e Fabiana não é novidade para quem acompanha o atletismo. O técnico brasileiro queria conhecimento e foi atrás do ucraniano - ninguém menos do que o mentor do mito Sergey Bubka, até hoje recordista mundial da prova - em 2001. A primeira das inúmeras clínicas (sessões de treinamento) ministradas por Petrov no País foi paga com um rateio entre técnicos e atletas.

Mas a relação mestre-pupilo evoluiu. Enquanto Elson aprendia com o ucraniano, Fabiana melhorava suas marcas e adquiria a técnica que um dia foi ensinada a Bubka. Nas inúmeras idas e vindas entre São Paulo e Formia, na Itália, onde Vitaly Petrov trabalha em um CT da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), a brasileira saiu da marca de 3,91 m (recorde brasileiro em 2001) para 4,85 m (recorde sul-americano em 2010). Tornou-se campeã mundial indoor e da Liga Diamante em 2010.

Fábio Gomes da Silva também se beneficiou da parceria - conquistou o recorde sul-americano e, há três semanas, melhorou a marca ao saltar 5,80 m. Thiago Braz, considerado por Petrov uma revelação, tem apenas 17 anos, mas já alcançou 5,10 m.

Fim da camaradagem. Poucos se dão conta, mas Petrov já acompanhava os passos de Fabiana, como um consultor, quando se tornou técnico exclusivo de Yelena Isinbayeva em 2005. Àquela altura, a russa já era recordista mundial e campeã olímpica.

Nos últimos cinco anos, Yelena e Fabiana treinaram juntas. Mas a camaradagem acabou em 2011. "Neste ano, a Fabiana não poderia fazer sua preparação em Formia, o que até nos criou um problema", explica Elson. "Aumentou o nível de competitividade entre as duas e o próprio Vitaly achou que não seria possível realizar treinos conjuntos."

Mas o cenário mudou no último fim de semana. Em mais uma decisão surpreendente - assim como o período de descanso que a tirou da temporada de 2010 -, Yelena revelou que voltaria a treinar com o técnico que a revelou, Evgeniy Trofimov, e na cidade em que nasceu, Volvogrado.

Sem o compromisso com a russa, que duraria até 2012, Petrov está livre para seguir com seus ensinamentos. Se será no Brasil, ele poderá dizer - talvez, na semana que vem.

QUEM É VITALY PETROV

Técnico ucraniano revelou o recordista Sergey Bubka

Carreira: Trabalhou com Bubka entre 1975 e 1990. Em 1992, foi convidado a desenvolver o salto com vara na Itália e passou a dar sessões de treinos pelo mundo - vem ao Brasil desde 2001. Treinou Yelena Isinbayeva de 2005 a 2011.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.