Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

'Vivi um dia especial na minha carreira', diz Webber em despedida

Australiano encerra carreira no GP do Brasil com segundo lugar em dobradinha da Red Bull

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2013 | 16h57

SÃO PAULO - O australiano Mark Webber se despediu da Fórmula 1 neste domingo, ao conseguir o segundo lugar no GP do Brasil, em Interlagos, e revelou após a prova que estava orgulhoso por ter chegado atrás apenas de quem chamou de "o melhor piloto da atualidade", o seu companheiro de equipe na Red Bull, o alemão Sebastian Vettel, que é o atual tetracampeão da categoria.

Webber disse ter vivido um dia especial em sua vida neste domingo em Interlagos. De partida para a disputa do Mundial de Endurance no ano que vem, ele admitiu que sentirá falta de andar no limite e do perfeccionismo da Fórmula 1, categoria em que estreou em 2002. "Tive uma carreira prazerosa e fiz questão de aproveitar muito as últimas voltas, pois foi uma corrida complicada e marcada pelas incertezas das condições do tempo", disse o australiano de 37 anos, que, após cruzar a linha de chegada, tirou o capacete ainda com o carro em movimento.

Na entrevista coletiva após a corrida, o australiano recebeu mais perguntas do que Vettel, tetracampeão que alcançou em Interlagos a nona vitória consecutiva na temporada. Webber estava bem humorado, ao contrário do restante do fim de semana, quando mostrava um certo desânimo e irritação. Ao fim da prova, ele também fez questão de se despedir da equipe pelo rádio: "Foi um orgulho imenso trabalhar com vocês em cada um desses momentos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.