Volante queria trazer o irmão Alecsandro

Se de fato o presidente Arnaldo Tirone cumprir o que prometeu aos torcedores e desistir de contratar Richarlyson, o Palmeiras poderá ter deixado de contratar não um, mas dois reforços com potencial para serem titulares em 2012. É que o volante, que tinha abraçado a ideia de voltar a São Paulo para jogar no Palmeiras sob as ordens de Felipão, prometera à diretoria palmeirense que convenceria seu irmão, o atacante Alecsandro, do Vasco, a também se transferir para o Palestra Itália.

O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2011 | 03h03

Na conversa que teve com os dirigentes do clube, quando ficou bem encaminhada a sua chegada ao clube, ele deixou explícita essa possibilidade.

Richarlyson contou aos palmeirenses que tem muita vontade de atuar com Alecsandro e que, se fosse do interesse do clube, faria ponte entre o irmão e o clube, para que ele fosse o centroavante do time em 2012. / PAULO GALDIERI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.