Vôlei de praia: vaga antecipada

As duplas do Brasil de vôlei de praiaconseguiram a classificação antecipada para as oitavas-de-finaldo torneio olímpico ao vencerem seus jogos nesta terça-feira, emFaliro. Adriana Behar e Shelda derrotaram as italianas Perrottae Gatelli por 2 sets a 0 (21/17 e 21/17). Ana Paula e Sandraganharam das gregas Koutromanidou e Arvanitti também por 2 a 0(21/13 e 21/14). Márcio e Benjamin conseguiram vencer os cubanosAlvarez e Rosell por 2 a 0 (23/21 e 22/20) e Ricardo e Emanuelsuperaram os australianos Shasht e Slack por duplo 21/17. Comduas vitórias para cada dupla, os jogos da madrugada dequinta-feira, valem a liderança dos grupos. Adriana Behar e Shelda jogarão contra as cu banas Perazae Grasset. Sandra e Ana Paula terão pela frente as alemãs Lahmee Musch ? Lahme jogou com Ana Paula na quadra, no extinto timede Sorocaba. Márcio e Benjamin também vão enfrentar alemães: osrivais da vez são Dieckman e Scheuerpflug. E Ricardo e Emanuelterão confornto contra os americanos Holdren e Netzger. Adriana e Shelda tiveram dificuldades para derrotar suasadversárias desta terça mas, no fim, valeu a maior experiência eo dia inspirado de Adriana Behar. "Todo mundo conhece muitonosso jogo. Elas jogaram muito bem, mas acho que a gente ganhouporque jogou melhor", afirmou Adriana, que prevê maisdificuldade na próxima partida.Ana Paula e Sandra conseguiram uma vitória com placar maisfolgado do que de costume quando enfrentam as gregas ? segundoAna Paula, os jogos sempre terminam em 2 a 1. A concentração dadupla foi fundamental. "A gente sabe que vencer é conseqüência.Hoje (17) a gente apresentou um bom jogo por estarmos esperandouma partida dificílima contra elas, pois sempre fazemos jogosduros. Nossa prontidão estava acima do normal e facilitou anossa vida", explicou Ana Paula. Para Márcio e Benjamin, o bom condicionamento físico deambos foi um fator decisivo na vitória diante dos cubanos."Eles conseguiram nos surpreender com uma maneira diferente dejogar. Mas acabaram cansando e a nossa condição física fez adiferença", revelou Benjamin. "Já era esperado um jogodifícil. Mas a gente conseguiu fazer a diferença com um saque eas defesas do Benjamin", afirmou Márcio. Eles apontam os alemães, próximos rivais, como a grandeforça dentro da chave. Mas a dupla foi surpreendida pelosfranceses Hamel e Canet, nesta terça por 2 a 1. A classificação antecipada para a próxima fase foibem-vinda, mas Ricardo e Emanuel comemoraram mesmo a boa atuaçãona vitória contra os australianos. "Melhor impossível",comentou Ricardo, que estudou minuciosamente os adversários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.