Vôlei do Brasil é beneficiado por doping

O doping da jogadora da República Dominicana, Nurys Arias, por esteróide anabolizante - o primeiro caso na história do vôlei - devolveu ao Brasil os dois sets que o time havia perdido no confronto contra a equipe caribenha. A seleção brasileira ainda terminou a segunda rodada da terceira fase da Copa do Mundo do Japão, em Toyama, neste domingo, com sua sexta vitória em sete jogos, contra a Coréia do Sul por 3 sets a 0 (25/18, 25/21 e 26/24). O dia acabou com os Estados Unidos perdendo dois sets para a Turquia, em jogo do Grupo A, o que colocou o Brasil em terceiro na classificação e na briga por uma vaga na Olimpíada de Atenas, em 2004.Na rodada deste domingo, pelo Grupo A, a Itália venceu a Polônia por 3 sets a 0, os Estados Unidos a Turquia por 3 a 2 e o Japão a República Dominicana por 3 a 1. Pelo Grupo B, Cuba derrotou o Egito e China a Argentina, ambos por 3 a 0. "Além da vitória contra a Coréia, outro fato que nos favoreceu foi os Estados Unidos terem perdido dois sets e ainda os sets ganhos por causa do doping da dominicana. É triste que atletas tomem medicamentos que possam prejudicar a elas e seus países", disse o técnico José Roberto Guimarães.Arias teve resultado positivo no exame antidoping para a substância proibida Methandienone. Alegou ter usado o medicamento Gelnorex Vita, "sem saber que continha substâncias proibidas", vendido em seu país sem receita médica, para melhorar o apetite. A jogadora foi excluída da Copa, suspensa por dois anos e os resultados dos jogos em que atuou passaram a ser considerados derrotas por 3 sets a 0.O Brasil fez o melhor jogo do torneio em cima de um rival que era temido. "A Coréia é sempre difícil para nós, se sustenta em uma defesa sólida e joga muito bem. Temia por esse encontro, mas fizemos o melhor jogo na competição", analisou Zé Roberto.Força - O técnico teve a ajuda da chefe da delegação Ana Moser, além do assistente técnico Cacá Bizocchi. Ana ocupou um lugar na bancada de imprensa e cantou várias jogadas diretamente para as brasileiras, baseada em sua experiência como atleta e na observação dos adversários que fez nas outras fases.Raquel, com 17 pontos, foi a principal marcadora do Brasil e deixou a quadra como a melhor jogadora da partida. Entrou no lugar de Bia, que está fora por causa de uma luxação exposta no dedo mínimo da mão direita, no jogo contra a República Dominicana.Programação - Depois de enfrentar a Argentina, nesta madrugada de segunda-feira, pela última rodada desta fase, a seleção brasileira seguirá para Osaka na terça-feira, para a última etapa da Copa do Mundo - jogará com Japão, às 7 horas de quinta-feira, os Estados Unidos, à 1h30, de sexta-feira, e a Itália, à 1h30, de sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.