Vôlei feminino é bicampeão na Itália

A seleção brasileira feminina de vôlei derrotou a Itália por 3 sets a 0 e conquistou de forma invicta o bicampeonato do Torneio de Courmayer, na Itália. A partida - que teve 1h17 minutos de duração - terminou com as parciais de 25/21, 25/22 e 25/20. Para chegar ao título, a equipe brasileira derrotou Alemanha, Rússia, Sérvia e Montenegro e Itália, e teve apenas um set perdido - para as alemãs. Assim como no jogo contra as russas, a oposto Sheilla, de 21 anos, terminou como a maior pontuadora, com 14 acertos. Além disso, recebeu o prêmio de melhor jogadora do torneio. Nesse jogo, Zé Roberto testou pela primeira vez a oposto Renatinha, que entrou no terceiro set. O técnico gostou do que viu e fez um balanço da participação brasileira na primeira competição deste novo ciclo olímpico. ?Sacamos muito bem. Conseqüentemente, a Itália recebeu mal, o que facilitou nosso sistema defensivo. Poderíamos ter ganhado até de uma forma melhor, se não tivéssemos desperdiçado tantos contra-ataques. Mas foi importante ter conquistado esse título, ter perdido apenas um set. Sabemos que estamos apenas começando um ciclo, buscando dar oportunidade a todas as jogadoras e conhecendo as equipes?, declarou. Agora a seleção parte para a disputa da Montreux Volley Masters, de 7 a 12 de junho, na Suíça. O Brasil está no Grupo B, com Cuba, Japão e Alemanha. No Grupo A estão China, Estados Unidos, Itália e Polônia. A estréia brasileira será na terça-feira (dia 07), contra as japonesas. Este é mais um torneio que serve de preparação para o Grand Prix, a ser realizado na Ásia de 24 de junho a 18 de julho.A equipe brasileira jogou a final com Marcelle, Sheilla, Paula Pequeno, Jaqueline, Valeskinha e Fabiana. Líbero: Fabi. Entraram: Carol, Mari, Sassá e Renatinha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.