Vôlei masculino de Cuba encerra jejum e jogará Olimpíada após 16 anos

Outrora uma das potências do vôlei, Cuba encerrará no Rio um jejum de 16 anos sem disputar o torneio masculino do esporte nos Jogos Olímpicos. Para isso, ganhou o Pré-Olímpico da Confederação da América do Norte, Central e Caribe, realizado em Edmonton, no Canadá.

Estadão Conteúdo

11 de janeiro de 2016 | 11h14

A seleção cubana venceu os três jogos do quadrangular, que também contou com as presenças dos anfitriões canadenses, do México e de Porto Rico. O último desses triunfos foi diante do Canadá, na noite de domingo, por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/21 e 25/21.

Assim, a seleção de Cuba está classificada para o torneio de vôlei masculino dos Jogos do Rio, que tem outras cinco equipes já asseguradas. São elas: Brasil (país-sede), Estados Unidos e Itália, campeão e vice da Copa do Mundo de 2015, respectivamente, além de Argentina e Rússia, que venceram os pré-olímpicos da América do Sul e da Europa, respectivamente.

Ainda há seis vagas em aberto no torneio de vôlei masculino da Olimpíada do Rio. E o Canadá ainda tem chances de classificação, pois o segundo lugar no seu pré-olímpico continental garantiu a sua presença em um torneio classificatório que contará com a presença de seleções de todo o mundo e será realizado em maio no Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.