Volta da França homenageará mulher que morreu em etapa

Haverá um minuto de silêncio neste domingo; acidente ocorreu entre as cidades de Colmar e Besançon

EFE,

18 de julho de 2009 | 15h04

BESANÇON, França - A organização da Volta da França anunciou que fará um minuto de silêncio em homenagem à mulher que morreu durante a etapa disputada neste sábado, atropelada por uma moto da polícia.

Veja também:

linkTorcedora morre em acidente na Volta da França

linkRusso leva etapa da Volta da França e Nocentini segue líder

O incidente ocorreu no quilômetro 38 do percurso entre as cidades de Colmar e Besançon. A mulher atravessava a pista e acabou atropelada. O policial tentou desviar, mas caiu com sua moto e se chocou contra outros dois espectadores, que ficaram feridos.

Ambos foram atendidos pelo serviço médico e depois foram levados ao hospital de Mulhouse, próximo ao local do acidente. A polícia francesa mandou suas condolências à família da vítima.

Esta não é a primeira morte durante uma edição da Volta da França. O último caso data de 2002, quando um menino de sete anos foi atropelado por um carro da organização de Landas, no sudoeste do país, quando atravessava a rua para se reunir com sua mãe.

Em 2000 ocorreu um acidente similar no departamento de Var em 14 de julho, dia da Festa Nacional da França. Os incidentes motivaram os organizadores da prova a aumentar as medidas de segurança.

O acidente mais grave foi em 1964, quando um veículo de transporte de combustível da polícia bateu em uma ponte e provocou a morte de 20 pessoas no departamento de Dordoña.

Tudo o que sabemos sobre:
Volta da Françaciclismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.