Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Volta da França só teve um caso de doping, confirma UCI

A União Ciclista Internacional (UCI) disse nesta sexta-feira que as análises finais dos exames antidoping realizadas na Volta da França não apresentaram resultados positivos. Assim, a prova teve apenas um caso de doping em 2012. O luxemburguês Frank Schleck testou positivo para um diurético chamado Xipamida em 14 de julho e foi excluído da tradicional competição, que dura três semanas.

AE-AP, Agência Estado

17 de agosto de 2012 | 12h57

A Agência Antidoping de Luxemburgo enviou o caso do ciclista da equipe RadioShack Nissan Trek para a sua comissão disciplinar. Schleck nega ter se dopado e a legislação antidoping classifica o diurético como uma "substância específica" que é "mais suscetível a uma crível explicação de não-doping".

A entidade responsável pela gestão do ciclismo mundial disse que laboratórios na França, Alemanha e Suíça analisaram os exames antidoping dos ciclistas da competição. "Amostras recebidas de todos laboratórios mostraram resultados negativos", disse a UCI.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismodopingVolta da França

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.