Volta da França tem 1º caso de doping

A edição 2001 da Volta da França, principal prova de ciclismo do mundo, já tem o seu primeiro caso de doping. Segundo a equipe Euskatel, o espanhol Txema del Olmo foi eliminado da competição por causa de resultado positivo num exame antidoping. O ciclista de 28 anos nem largou na etapa de sábado, a espera do resultado da contra-prova. A equipe diz acreditar na inocência do competidor, mas o afastou para não interferir no andamento da competição. O exame que detectou a substância proibida EPO (eritropoietina) foi encontrada num exame de urina realizado no início da competição. Este ano, todos os competidores foram submetidos a exames de sangue antes da prova. Os organizadores intensificaram o controle de doping para tentar resgatar a credibilidade da competição, abalada desde o escândalo do doping de 1998.Outro ciclista que não continuará na Volta da França é o norte-americano Christian Vandevelde, companheiro do campeão Lance Armstrong na equipe US Postal. Ele fraturou a no braço esquerdo depois de cair na sétima etapa sábado. A etapa foi marcada por um atropelamento de 10 pessoas que assistiam à chegada por um carro.A oitava etapa, neste domingo, teve como vencedor o holandês Erik Dekker. A liderança geral é do australiano Stuart O´Grady, quinto na etapa deste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.