Volta de McGwire ao beisebol como técnico reacende polêmica

Ex-atleta, acusado de ser usuário de um tipo de esteroide anabolizante, treinará o Saint Louis Cardinals nos EUA

EFE,

27 de outubro de 2009 | 20h29

SAINT LOUIS - O ex-jogador de beisebol Mark McGwire voltou a ser o centro das atenções do esporte nos Estados Unidos após o anúncio de que voltará à Liga Americana (MLB, na sigla em inglês) como técnico de rebatedores de sua ex-equipe, o Saint Louis Cardinals.

Acusado de ser usuário de um tipo de esteroide anabolizante quando atleta profissional - não há punição para quem utiliza a droga no beisebol americano -, McGwire bateu vários recordes de rebatidas na MLB, mas foi duramente criticado por jogadores e dirigentes que condenam o uso de doping.

Agora, seu retorno como treinador reacende a polêmica sobre o tema. Enquanto o comissário (dirigente máximo) da Liga, Bud Selig, revelou-se satisfeito por McGwire estar de volta aos campos, mesmo que em outra função, outros criticam o ex-rebatedor por não ter dado qualquer declaração se dizendo arrependido pelo consumo de substâncias dopantes.

Um deles é o agente aposentado do FBI (Polícia federal dos EUA) Greg Stejskal, que liderou na década de 90 uma investigação nos Estados Unidos para descobrir atletas que usavam esteroides.

"Permitir (o retorno de McGwire) é basicamente recompensar um sujeito que não foi a público mostrar uma posição contra o doping", afirmou Stejskal ao jornal New York Daily News.

Já o manager (técnico principal) do Cardinals, o lendário Tony La Russa, de 65 anos, se disse feliz pela contratação, e não quis se envolver na discussão sobre o uso de substâncias dopantes.

"Não sei quantos anos me restam como treinador, e quero ter a oportunidade de trabalhar novamente com alguém que acredito que tem um talento especial," disse La Russa, lembrando que comandou McGwire quando este era rebatedor do Cardinals.

Por sua vez, o novo técnico de rebatedores do time não conseguiu melhorar sua imagem em relação aos jornalistas, já que faltou à entrevista coletiva na qual foi feito o anúncio de sua volta.

"Mark dará entrevistas em breve", garantiu o gerente-geral do Cardinals, John Mozeliak. "Como irá respondê-las cabe apenas a ele decidir", acrescentou.

McGwire, que se aposentou em 2001, alcançou em 1998 a marca de 70 home runs em uma mesma temporada, quebrando um recorde de 37 anos. A marca foi superada posteriormente por Barry Bonds, outro acusado de consumir esteroides.

Tudo o que sabemos sobre:
Mark McGwirebeiseboldoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.