Volvo Ocean terá mais dois brasileiros

Uma parceria com banco holandês coloca dois tripulantes brasileiros na maior regata de vela oceânica do mundo, a Volvo Ocean Race, que tem largada prevista para o mês de novembro. Já foram pré-selecionados 18 candidatos de 152 inscritos e a próxima etapa, que define os finalistas, será realizada no dia 23 no Iate clube do Rio de Janeiro.Os dois velejadores do país escolhidos pelo banco não vão compor a equipe do comandante Torben Grael, no barco Brasil 1. Eles devem se juntar ao time da Holanda. O capixaba Bruno Martinelli, 23 anos, foi um dos selecionados para a prova final. O capitão amador foi obrigado a abandonar a regata Eldorado Brasilis e deixar o comando do barco Rajada para uma outra pessoa. "É o sonho da minha vida disputar a maior regata de vela oceânica do mundo. Não quero perder essa chance por nada e por isso deixei de lado a Eldorado Brasilis." Martinelli afirma que já se prepara fisicamente e mentalmente para a competição mundial, que deve ter duração de sete meses. "É difícil deixar a família, mas é uma oportunidade única para qualquer pessoa que gosta de vela", contou.O Brasil, pela primeira vez terá um barco próprio para a disputa da Volvo Ocean Race. O comandante e bicampeão olímpico Torben Grael já definiu a tripulação de velejadores do País para a competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.