Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

'Vou continuar a evoluir', afirma Kleber

De volta ao País após quatro anos em Portugal, o atacante disse que sonha conquistar uma vaga na seleção brasileira

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2013 | 02h04

SÃO PAULO - O Palmeiras apresentou os seus mais novos reforços nesta sexta-feira na Academia de Futebol, em evento ofuscado pela iminente saída do atacante Hernán Barcos. De volta ao País após quatro anos em Portugal, o atacante Kleber disse que sonha conquistar uma vaga na seleção brasileira, enquanto o meia Ronny espera ter êxito na sua primeira chance em um clube grande do futebol nacional.

"Eu fiquei quase quatro anos na Europa. Como brasileiro, eu senti a falta daqui, dos familiares. O projeto apresentado pelo Palmeiras foi muito gratificante, ainda mais pela situação da (Taça) Libertadores. Eu estava precisando voltar mesmo para o Brasil. Eu não estava evoluindo na Europa, estava regredindo. Vou continuar a minha evolução no Palmeiras", afirmou Kleber, que estava no Porto e chegou a ser convocado por Mano Menezes para defender a seleção brasileira em 2011, mas foi cortado por causa de uma lesão no ombro.

Se recuperando de uma lesão na coxa direita, Kleber vai precisar de duas semanas para ficar à disposição do técnico Gilson Kleina, mas tanto ele como Ronny já estão no BID e ficam a disposição do treinador. "A minha situação é um pouco mais complicada, pois venho de uma lesão muscular no posterior da coxa. Preciso de dez dias para cicatrizar a lesão, mas acredito que, em 15 dias, já estarei pronto voltar a treinar com bola."

Esperançoso em conquistar seu espaço no Palmeiras, Ronny espera ajudar o clube a conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. "Muitas coisas que eu fiz no Figueirense, eu quero fazer no Palmeiras em 2013. O Figueirense me deu a chance de trabalhar, mas o meu foco agora é o Palmeiras, que abriu as portas para mim. Quero ajudar o clube a voltar para à Série A do Campeonato Brasileiro", afirmou.

Ronny pode atuar tanto no meio como no ataque e deixa claro que não tem o perfil de ser criador de jogadas. "Tenho um estilo mais de ir para cima", contou o jogador, que chega por empréstimo de um ano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolpalmeiraskleber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.