Wanderlei não terá 2ª luta com Vitor

Derrota para Rich Franklin, sábado à noite, no Mineirinho, afasta chance de revanche entre os lutadores brasileiros

BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2012 | 03h07

A derrota por pontos, após cinco rounds, para o norte-americano Rich Franklin, na madrugada de domingo, no Ginásio Mineirinho, em Belo Horizonte, vai custar caro para Wanderlei Silva. Com o resultado, o brasileiro, que completa 36 anos em 3 de julho, não terá a oportunidade de enfrentar o compatriota Vitor Belfort, em outubro, no Rio, como estava planejando a direção do UFC.

Com uma atuação fraca, Wanderlei só demonstrou a fúria característica de seus golpes no segundo assalto, quando chegou a derrubar o adversário e por pouco não conseguiu a finalização do combate. Nos outros quatro assaltos, o "Cachorro Louco" esteve muito apático, lento e se tornou um alvo fácil para o veterano Rich Franklin.

Os três jurados anotaram 49 a 46 para o lutador dos Estados Unidos. Foi o segundo combate entre ambos e a segunda derrota do brasileiro. A primeira ocorreu no UFC 99, em 2009.

Vitor Belfort era o adversário inicial de Wanderlei, mas acabou substituído por Rich Franklin, por causa de uma fratura na mão. Seria o segundo duelo entre ambos. Em 1997, Vitor venceu Wanderlei no 1.º round.

Astro do Pride - competição que marcou época no Japão -, Wanderlei não obtém no UFC o mesmo sucesso. Em oito lutas, perdeu cinco vezes e ganhou apenas três combates.

TUF. Rony "Jason" Mariano Bezerra ficou com o título dos penas, ao vencer Godofredo "Pepey", enquanto Cezar "Mutante" Ferreira bateu Sergio Moraes para ficar com o cinturão dos médios. Os dois vão assinar contrato com o UFC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.