Willian diz que seria um sonho jogar com Ronaldo. Escudero está perto

Depois de anunciar o volante Túlio (Botafogo) e o atacante Ronaldo (sem clube), e de deixar tudo apalavrado com o zagueiro Jean (Grêmio) e o atacante Jorge Henrique (Botafogo), o Corinthians tenta agora repatriar uma de suas maiores revelações recentes: o meia Willian, de 20 anos. Se depender da vontade do jogador, a negociação pode se concretizar. Ontem também surgiu a informação, na Argentina, de que o Corinthians deve definir hoje a contratação do zagueiro e lateral Sergio Escudero, do Argentino Juniors, e que pagará US$ 1,3 milhão (cerca de R$ 3 milhões).O meia Willian, responsável pela maior transação da história do Corinthians - sua transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, girou em torno de US$ 18 milhões na época - afirmou ontem, em seu primeiro dia no Brasil, que seria um sonho jogar ao lado do Fenômeno Ronaldo. "É uma honra para qualquer atleta. Seria um sonho que eu estaria realizando", admite sem constrangimentos. Apesar de achar difícil a liberação por parte de seu clube, Willian acredita que o Corinthians poderia tentar mais uma vez. "No meio do ano houve um contato, mas não foi possível. Mas o Corinthians poderia tentar de novo", diz, esperançoso.Willian chegou ao Brasil na noite de quarta-feira, ao lado de outro nome que também interessa ao Corinthians, o atacante Brandão, seu companheiro de Shakhtar, e logo pela manhã esteve no Parque São Jorge, onde se encontrou com o presidente Andrés Sanches. Foi uma conversa informal, mas o meia deu o recado. "Agora só falta eu", disse. A resposta de Andrés foi imediata. "Mas eles não te liberam."Como o Corinthians deve ter contato com os ucranianos para tentar a contratação de Brandão, é provável que o nome de Willian seja colocado na mesa de negociações.CASO HERRERAApós o Corinthians ter feito proposta oficial na quarta-feira ao Gimnasia de La Plata, equipe argentina que detém a maior parte dos direitos do atacante, de um novo empréstimo por 12 meses, os assessores do jogador se irritaram ontem. Eles alegam que esperaram quase dois meses por uma proposta e que perderam tempo. O contrato do argentino termina dia 31 e o Corinthians teria de pagar US$ 2,4 milhões (R$ 5,6 milhões) pelos direitos do atacante .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.