José Patrício/AE - 16/2/2012
José Patrício/AE - 16/2/2012

Willian José é o novo Diego Tardelli de Émerson Leão no São Paulo

Atacante ganha mais espaço com o treinador, mas pode voltar para o banco no clássico com o Palmeiras

O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2012 | 03h05

SÃO PAULO - A lesão de Luis Fabiano fez com que muito são-paulino ficasse preocupado por não ter um goleador à altura para substituir o ídolo. Mas Willian José tem se saído melhor do que o esperado. Foram sete gols em cinco jogos e as comparações com outro jogador que defendeu o São Paulo são inevitáveis. Assim como aconteceu com Diego Tardelli, hoje Al-Gharafa, do Catar, o atacante passou a ganhar destaque sob o comando de Emerson Leão.

Coincidentemente, após oito rodadas do Estadual, desde 2005 ninguém fez tantos gols com a camisa tricolor quanto Willian José. O último foi justamente Tardelli, que anotou oito. "Fico feliz por estar tendo esta chance com Leão. Feliz também com este desempenho de artilheiro, mas não posso achar que está bom e tenho de dar sequência para marcar mais gols", disse o jovem atacante.

Assim como Tardelli, Willian estava encostado no elenco e já aparecia na lista de "negociáveis" até que Leão resolveu dar uma oportunidade para ele. "Em 2011 não tive muitas oportunidades como titular. Agora, o Leão vem me dando mais chances para mostrar o meu futebol e está dando tudo certo", afirmou.

Apesar de toda confiança, ele pode perder o seu lugar na equipe. Expulso contra o Paulista após marcar três gols, Willian cumpre suspensão diante do Bragantino, quarta-feira. E contra o Palmeiras, domingo, em Presidente Prudente, são grandes as chances de Luis Fabiano voltar, recuperado de lesão.

Sem seus dois principais atacantes de área, Leão vai ter que quebrar a cabeça para montar o ataque diante do Bragantino. Ele pode colocar Maicon, reforçando o meio de campo e ganhando uma opção para a bola aérea ou ainda apostar na velocidade de Fernandinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.