Laurent Gillieron/EFE
Laurent Gillieron/EFE

World Athletics diz que adiará Mundial de Atletismo se Olimpíada passar para 2021

Entidade prevê mudança na agenda em caso de confirmação da nova data dos Jogos de Tóquio

Redação, Estadão Conteúdo

23 de março de 2020 | 15h08

A World Athletics, novo nome da IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo), afirmou nesta segunda-feira que não terá problema algum em adiar o Mundial de Atletismo, marcado para a cidade de Eugene, nos Estados Unidos, em 2021, caso os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 sejam adiados em um ano pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pela organização do evento por conta da pandemia do novo coronavírus, denominado Covid-19.

De acordo com o calendário da World Athletics, o Mundial de Eugene, ao ar livre, está marcado entre os dias 6 e 15 de agosto. Se a Olimpíada no Japão for adiada em um ano, como está sendo especulado, ela aconteceria entre 23 de julho e 8 de agosto. As datas, então, coincidiriam, mas isso não é problema para a entidade que comanda o atletismo no planeta.

"A World Athletics é favorável às conversas com o COI para adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Seguimos preparados para trabalhar com o COI e todas as outras modalidades para uma data alternativa, incluindo em 2021", informou a entidade, que diz já ter aberto conversas com a organização do Mundial de Eugene, que fica no estado do Oregon, na costa oeste dos Estados Unidos.

"Eles já começaram a conversar com as partes afetadas e nos disseram que trabalharão com todos os seus colaboradores para garantir que o Oregon possa acolher o Mundial de Atletismo em datas alternativas se for necessário", completou a nota oficial.

Nesta segunda-feira, um dia depois do COI admitir pela primeira vez a possibilidade de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que tem prejudicado a preparação dos atletas em todo o planeta, a organização da Olimpíada e o governo japonês fizeram o mesmo. Eles vieram a público e deixaram claro que uma mudança na data da competição não está descartada. O cancelamento, no entanto, é totalmente rechaçado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.