Wozniacki já é número 1, agora quer conquistar o Aberto da Austrália

MELBOURNE - A dinamarquesa Caroline Wozniacki, que passou às semifinais do torneio feminino do Aberto da Austrália, após vencer a italiana Francesca Schiavone por 2 sets a 1, com parciais de 3-6, 6-3 e 6-3, garantiu-se com número 1 do mundo na final do primeiro Grand Slam.

Efe

25 de janeiro de 2011 | 11h16

"Já alcancei um dos meus objetivos, o de chegar ao topo do ranking, sou a número 1. Agora só penso neste torneio e em vencer os próximos dois jogos. Isso seria genial", admitiu a dinamarquesa.

"Só penso nas partidas. Não penso na classificação. Só quero tentar ganhar cada jogo e depois veremos o que acontece", acrescentou Wozniacki, que exaltou o esforço da italiana, que esteve quase cinco horas em quadra no jogo anterior diante da russa Svetlana Kuznetsova antes do confronto das quartas de final.

"Foi um jogo muito difícil. Francesca estava jogando bem. Demorei a alcançar o ritmo adequado e eu cometi erros em pontos importantes", apontou a dinamarquesa, que não considerou uma vantagem ter prolongado o confronto aos três sets.

Caroline Wozniacki buscará sua primeira final no Aberto da Austrália no duelo contra a chinesa Na Li. "Perdi para ela no ano passado. Ela é muito boa. Não perdeu nenhum jogo neste ano. Ganhou em Sydney e está em sequência. Mas estou feliz por estar nas semifinais e quero aproveitar este momento", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.