Xangai-06: Cinco brasileiros garantidos

O primeiro dia dos Campeonatos Brasileiros Júnior (Troféu Júlio de Lamare) e Sênior (Troféu Daltely Guimarães), disputado em Santos, foi muito produtivo para os atletas. Cinco brasileiros conquistaram índices para o Mundial de Xangai em Piscina Curta, que será disputado em abril de 2006, e houve duas quebras de recordes brasileiro e sul-americano.O destaque do Torneio Open da competição, disputado na tarde desta quinta-feira no Clube Internacional de Regatas, foi Rebeca Gusmão. Além de conseguir o índice para os 100 metros livre, com o tempo de 54s02, ela bateu os recordes brasileiro e sul-americanos. Thiago Pereira, que já tinha índice para os 100 m medley, também fez tempo suficiente para representar o Brasil nos 200 m (1min56s29). No mesmo estilo, Lucas Salatta também conseguiu índice - fez os 200 m medley em 1min58s04. Ele já tinha tempo para os 200 m costas. Guilherme Roth foi outro atleta que conquistou sua segunda marca: já classificado para os 50 m borboleta, agora está credenciado para os 100 m livre (47s75). Conrado Chede se credenciou para os 1.500 m livre (14min56) e, embora não tenha conquistado índice, Fabíola Molina bateu o recorde sul-americano e brasileiro no 50 metros costas, com o tempo de 28s22.Até o momento, 17 nadadores e um revezamento estão com índice para a competição na China. Além de Rebeca Gusmão, Thiago Pereira, Lucas Salatta, Guilherme Roth e Conrado Chede, já possuem marcas: Flavia Delaroli e Fernando Scherer, nos 50m livre; César Cielo nos 100m livre; Nicholas Santos nos 100m livre e 50m borboleta; Mariana Brochado e Armando Negreiros, nos 400m livre; Kaio Márcio nos 50m, 100m e 200m borboleta; Eduardo Fischer nos 50m peito; Fernando Silva nos 100m medley; e Joanna Maranhão, nos 200m e 400m medley. O único revezamento já classificado para Xangai/2006 é do 4x200m livre masculino. Apenas dois atletas com os melhores tempos de cada prova irão ao Mundial.Os Campeonatos Brasileiros Sênior e Júnior continuam até domingo. A partir das 9 horas, estarão em disputa os Troféus Júlio de Lamare e Daltely Guimarães. Às 17 horas, começa o Torneio Open, onde estarão os oito melhores atletas de cada prova da manhã, independentemente da idade. A última chance de ir ao Mundial será na etapa brasileira da Copa do Mundo, em fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.