Srdjan Suki/EFE
Srdjan Suki/EFE

Xavi revela motivação extra na Copa das Confederações

Meia disse que ainda não digeriu a derrota na edição de 2009

RAPHAEL RAMOS, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 19h29

Recife - Aos 33 anos, Xavi sabe que essa é a sua última oportunidade de conquistar a Copa das Confederações. Na próxima edição, em 2017, na Rússia, dificilmente ele ainda estará na seleção espanhola. Por isso, o meia do Barcelona disse estar motivadíssimo para levantar a taça no dia 30 de junho no Maracanã.

"Até por conta da idade, essa é a chance. E ainda tem o fato de eu ainda não ter digerido muito bem a campanha na África do Sul", afirmou o jogador, em referência à Copa das Confederações de 2009, quando a Espanha não confirmou o seu favoritismo e caiu diante dos Estados Unidos na semifinal.

Outro fato que anima Xavi é poder ser campeão no Brasil. "Estamos em um país com uma história muito rica no futebol, com cinco títulos de Copa do Mundo. Estamos preparados e motivados para jogar aqui", avisou o jogador, um dos líderes dessa vitoriosa geração do futebol espanhol.

Para a estreia deste domingo contra o Uruguai, na Arena Pernambuco, ele pediu atenção especial ao atacante Luis Suárez, que joga no Liverpool. "Ele é um jogador que faz a diferença. Em um jogada individual pode decidir. É muito difícil de ser marcado", avaliou Xavi.

Mas, segundo o meia, o time da Espanha não vai mudar o seu estilo de jogo por causa do Uruguai. "A nossa filosofia é sempre a mesma, independentemente dos jogadores: controlar a bola e sermos protagonistas. A meta é sempre essa", avisou o craque espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.