Patrick Semansky/AP
Patrick Semansky/AP

Yamaguchi perde na semifinal e fica com bronze no boxe

Brasileiro foi derrotado pelo russo Egor Mekhontcev por 23 a 11, na semifinal do peso meio-pesado

AE, Agência Estado

10 de agosto de 2012 | 18h35

O pugilista brasileiro Yamaguchi Falcão Florentino conquistou nesta sexta-feira, 10, a medalha de bronze na Olimpíada de Londres. Ele perdeu para o russo Egor Mekhontcev por 23 a 11, na semifinal do peso meio-pesado (até 81kg), e não conseguiu vaga na luta pelo ouro. Mesmo assim, assegurou presença no pódio, ao terminar a disputa com o terceiro lugar de sua categoria.

Essa é a oitava medalha de bronze brasileira na Olimpíada de Londres. Antes, Felipe Kitadai, Mayra Aguiar, Rafael Silva, Cesar Cielo, Adriana Araújo, Juliana/Larissa e Robert Scheidt/Bruno Prada também ficaram em terceiro lugar. Além disso, o Brasil ainda tem duas de ouro (Arthur Zanetti e Sarah Menezes) e duas de prata (Thiago Pereira e Alison/Emanuel).

Foi também a segunda medalha de bronze do boxe brasileiro em Londres, acabando com o jejum que já durava 44 anos, desde o bronze de Servílio de Oliveira nos Jogos de 1968. Antes de Yamaguchi, Adriana Araújo fez o mesmo no peso leve (até 60kg). E outro pugilista do Brasil ainda subirá ao pódio: Esquiva Falcão Florentino faz a final dos médios (até 75kg) neste sábado.

Com 24 anos, Yamaguchi fez uma ótima campanha em Londres, somando vitórias sobre o indiano Sumit Sangwan e o chinês Fanlong Meng até encarar o favorito cubano Julio la Cruz Peraza nas quartas de final. Diante do atual campeão mundial e líder do ranking da categoria, ele também venceu. Mas, depois, acabou perdendo para o russo nesta sexta-feira e ficou com o bronze.

No combate desta sexta-feira, o russo dominou o primeiro assalto e venceu por 6 a 4. No segundo, nova vitória de Mekhontcev, dessa vez por 9 a 4. E no terceiro, a situação foi a mesma: derrota de Yamaguchi por 8 a 3. Assim, o brasileiro acabou perdendo a luta. E, como não há disputa de terceiro lugar no boxe, ele ficou com a medalha de bronze por ter chegado à semifinal.

Agora, com o bronze confirmado e a participação na Olimpíada encerrada, Yamaguchi fica na torcida pelo seu irmão mais novo, Esquiva Falcão Florentino, que voltará a lutar já neste sábado. Pelo peso médio, o pugilista de 22 anos enfrentará o japonês Ryota Murata, a partir das 17h45 (horário de Brasília), numa inédita final olímpica para o boxe do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.